quarta-feira, novembro 19, 2008

Londres

Bons-dias,


Pareço ser a primeira a agradecer pela chuva e tédio brindando o primeiro dia de férias, remete-me à Londres.
Daí que o café esfria, o cobertor desarrumado continua vestindo a cama, e a música acaba no terceiro minuto e meio.
Eu guardo tudo, bilhetes, papéis, desenhos, cartas, cartões, cartazes, caricaturas, lembretes, adesivos, assinaturas, tudo, a não ser por guardanapos, como aquele com rabiscos que pareciam ser teu número logo abaixo do teu nome.
Disponho da lista telefônica e de todo meu potencial avançado em matemática, e conciliando as duas coisas mais os contatos que de nada servem na maioria das vezes, seria conveniente achar-te.
Não obrigada, está frio demais, o cobertor junto do café me espera.
Mas, se ao acaso tiveres o meu, liga. Colocarei um toque exclusivo para ti, e prometo que este terá mais de três minutos e meio.

4 comentários:

Mario disse...

...atende, sou eu.
:D

barbara disse...

Vai ter mais de três minutos e meio.

Então você vai demorar mais de três minutos e meio pra atender?

Luiza disse...

Gostei, cara. de verdade. MAs concordo com a Bárbara.

Tamires Agostinho disse...

cara, vocês são tipo destruidoras de sonhos. haha

Marcadores

adeus (1) agonia (1) budapeste (1) cabelo (1) chuva (1) closer (1) domingo (1) filmes (1) fim de tarde (1) flor (1) férias (1) leitura (1) liverpool (1) londres (1) maldade (1) música (1) pintura (1) postcards (1) presente (1) recados (1) rouquidão (1) sopro (1) sorriso (1) sábado (1) telefone (1) timbre (1) tinta (1) visão (1) voz (1)